Mídia

Pedido de Impeachment

19 de Maio de 2017

Pedido de impeachment foi entregue ao vice-presidente da Câmara dos Deputados

O deputado federal Pepe Vargas (PT-RS) participou no início da noite desta quinta-feira (18) do ato de entrega do pedido de Impeachment do presidente Michel Temer, ao vice-presidente da Câmara dos Deputados, Fabio Ramalho (PMDB). O pedido construído com o apoio de todos os partidos de oposição (PT, PDT, PCdoB, Psol e Rede), foi elaborado por juristas. O argumento é de que Temer foi cúmplice de crime de suborno. 

Em um trecho do pedido, os juristas argumentam que "As revelações deixam claro que o denunciado (Temer) indicou e autorizou pessoa de sua confiança a negociar, de forma ilícita, a solução de uma demanda empresarial, por meio de de suborno ao presidente em exercício do Conselho Administrativo de Defesa Econômica, Sr. Gilvandro Araújo. A gravidade da conduta é revelada pela importância envolvida, R$ 500 mil semanais por vinte anos" e que a ordem clara dada por Temer para que os pagamentos ilícitos fossem mantidos comprovam que o presidente é coautor de atividades criminosas.

Horas antes da entrega do pedido de impeachment, a bancada do PT havia divulgado nota na qual pedia o imediato afastamento de Michel Temer, a retirada das “reformas” antissociais e a convocação de eleições diretas já. Além disso, a nota conclama a militância a se engajar nas mobilizações por diretas já convocadas pela Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo, a começar pela jornada de lutas do próximo domingo, dia 21 de maio, em todo o território nacional. “A Polícia Federal juntou provas materiais irrefutáveis que tornam a permanência de Temer na Presidência insustentável”, defendeu Pepe.

Foto: PT na Câmara.
Veja Também
Newsletter
Cadastre-se e receba as novidades sobre Pepe Vargas, por meio de nossa newsletter. É rápido, fácil e gratuito.
Facebook
Twitter
Pepe Vargas 2014. Todos os direitos reservados.