Mídia

Plano de Emergência é lançado no RS pela Frente Brasil Popular

29 de Setembro de 2017

Plano lançado na noite de quinta busca a unidade entre movimentos sindicais e populares em torno da luta por eleições diretas e contra desmontes de direitos

O deputado federal Pepe Vargas (PT-RS) participou, na noite de quinta-feira (28), no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa do RS, em Porto Alegre, do lançamento estadual do Plano Popular de Emergência (PPE), da Frente Brasil Popular (FBP). O ato reuniu representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da União Nacional dos Estudantes (UNE), da Central dos Movimentos Populares (CMP) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT) entre outros; além de diversas outras pessoas que foram acompanhar o que estas organizações propunham para o futuro do país.
O Plano de Emergência, que está sendo lançado em todos os estados, tem o objetivo de contribuir com o debate e apresentar uma saída emergencial, elaborada em torno de 10 eixos: democratização do Estado; política de desenvolvimento, emprego e renda; reforma agrária e agricultura familiar; reforma tributária; direitos sociais e trabalhistas; direito à saúde, à educação, à cultura, à moradia; segurança pública; direitos humanos e cidadania; defesa do meio ambiente e política externa soberana.

Pepe lembrou que apesar dos eixos pré-definidos, o plano é uma proposta aberta para discussão com a sociedade brasileira e integra o esforço coletivo da Frente em unificar as forças democráticas e populares. Através de 10 eixos o Plano traz propostas para restabelecer a ordem constitucional democrática, defender a soberania nacional, enfrentar a crise econômica, reverter o desmonte do Estado e salvar as conquistas históricas do povo trabalhador. “Precisamos mobilizar todas as frentes e comitês já instalados no Estado para discutir e defender as propostas para que possamos construir um estado e um país melhores para todos”, sustentou.

No documento de apresentação do Plano, a Frente explica que ele trata da implementação de um projeto nacional de desenvolvimento, visando a fortalecer a economia nacional, o desenvolvimento autônomo e soberano, enfrentar a desigualdade de renda, de fortuna e de patrimônio como veios fundamentais para a reconstrução da economia brasileira, para a recomposição do mercado interno de massas, da indústria nacional, da saúde financeira do Estado e da soberania nacional, um modelo social baseado no bem-estar e na democracia.

As entidades que fazem parte da Frente acreditam que a sociedade deve participar deste momento e discutir qual rumo o Brasil deve seguir. A Frente, que é formada por mais de 60 organizações, defende “a retomada das conquistas democráticas, do Estado Democrático de Direito, do desenvolvimento, crescimento, da soberania nacional e justiça social”.

Veja Também
Newsletter
Cadastre-se e receba as novidades sobre Pepe Vargas, por meio de nossa newsletter. É rápido, fácil e gratuito.
Facebook
Twitter
Pepe Vargas 2014. Todos os direitos reservados.