DEPUTADOS DO PT RELATAM QUE GOVERNO FEDERAL NÃO TEM PROPOSTAS PARA ENFRENTAR A ESTIAGEM NO RS

Uma Missão Oficial do a Assembleia Legislativa cumpriu agendas, nesta terça-feira (15), em Brasília para reivindicar medidas governamentais para o enfrentamento da estiagem no estado. Além do Presidente do Legislativo, deputado Valdeci Oliveira, a bancada petista foi representada pelos deputados estaduais Pepe Vargas e Edegar Pretto. A missão parlamentar vem realizando reuniões de trabalho com o governo federal desde o início desta manhã e continuará as atividades no decorrer de toda a quarta-feira (16/02).

Em audiência com o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, que assegurou a concessão de cestas básicas às populações rurais atingidas, locação de caminhões pipas às localidades em estado de emergência e ainda recursos para o custeio de combustíveis, durante 90 dias. Já na reunião realizada com o Secretário Executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Marcos Montes, a situação foi bem distinta. “Após estas reuniões, tentando buscar alternativas para a estiagem, solicitando ao Governo Federal para que olhe para o Rio Grande, o que a gente está vendo aqui é que tem muita dificuldade e qualquer alternativa apresentada é de médio e longo prazo” lamentou o presidente da ALRS, deputado Valdeci de Oliveira.

O líder da bancada petista na ALRS, deputado Pepe Vargas, afirma que não existem medidas efetivas voltadas para a agricultura. “A equipe do ministério reconhece que é necessário recursos para crédito extraordinário, recursos para renegociar dívidas passadas, recurso inclusive para garantir o Plano Safra deste ano que está em curso e foi suspenso, mas pedem que se faça uma articulação com o Congresso Nacional. Uma demonstração de que não é um governo articulado e coordenado”. Para ele, em uma situação como a que o Estado está enfrentando, o líder maior da nação deveria se reunir com todos os ministérios envolvidos com a pauta e a partir daí articular e dimensionar o orçamento em busca de soluções rápidas, mas nada disso acontece.

Para o deputado Edegar Pretto essa Missão Oficial, coordenada pela presidência da ALRS a pedido dos movimentos sociais e entidades do campo e da agricultura familiar, é muito importante, porém se esperava mais ação do Governo Federal. “Tivemos uma sinalização da Defesa Civil com cestas básicas, combustível para os caminhões levarem a água quando necessário for, mas a grande decepção foi no Ministério da Agricultura” disse. Edegar lembrou que a Ministra Tereza Cristina esteve no Estado no dia 12 de janeiro, há mais de um mês, para averiguar in loco a situação. “O governador Eduardo Leite também esteve aqui em Brasília, mas infelizmente o que a gente percebeu foi uma desorganização completa, acabamos a reunião com a representação do ministério pedindo que a Câmara ajudasse a buscar orçamento para o Plano Safra, para Crédito Emergencial. Até o momento nós não temos nada de concreto e nada organizado”.


Texto: Raquel Wunsch (MTE 12867) com informações da assessoria de Edegar Pretto e Agência ALERGS