PEPE VARGAS conclama governador Ranolfo a reverter PL de venda da CORSAN

O líder da bancada do PT, deputado Pepe Vargas conclamou o governador Ranolfo Vieira Junior a reverter o processo de privatização da Corsan evitando assim que um bem público se torne somente uma mercadoria. A manifestação ocorreu durante a Sessão Plenária ao saudar a mobilização dos trabalhadores em saneamento que promovem uma manifestação diante da AL e Palácio Piratini nesta quarta-feira (28/06). “Infelizmente o governo do estado insiste com a política de privatizações, apesar da promessa feita pelo então candidato Eduardo leite que não iria privatizar o Banrisul e a Corsan”. Pepe lembrou que o ex-governador Leite mudou de posição após as eleições. “Quando sentou na cadeira de governador, encaminhou o pedido de privatização da Corsan”. O líder do PT destacou que em diversos países no mundo processos de privatizações de serviços essenciais vêm sendo revertidos. “Onde a privatização correu é fracasso”, alertou. “Além de não garantir a universalização dos serviços de saneamento, o resultado tem sido tarifa alta e lucro elevado para as empresas que adquiriram essas empresas”, destacou.

“Quero fazer um apelo ao governador Ranolfo que também é um servidor público”. Pepe lembra que alguns governadores entraram para a história por suas condutas à frente do Estado. Pepe lembrou o ex-governador Leonel Brizola que “quando governador acabou estatizando os serviços de telefonia e energia elétrica, resolvendo problemas em áreas que são fundamentais para a população”. Por outro lado, o ex-governador Antônio Britto quis privatizar o Banrisul, mas quando foi sucedido pelo ex-governador Olívio Dutra o processo de privatização foi sustado. “Depois, a ex-governadora Yeda Crusius vendeu boa parte das ações do Banrisul, mas, em seguida o ex-governador Tarso Genro deu um fim o processo de vendas das ações do Banrisul”.

Pepe destacou que existem governadores que garantiram que esses ativos permanecessem sob controle do povo gaúcho. “A Corsan não dá prejuízo, a Corsan é lucrativa e garante praticamente o acesso universal da água nas localidades onde ela atua”, disse. “O Banrisul dá lucro e boa parte de seu lucro vai para os cofres do Estado”, completou. “Aliás, esse governo deve explicações à sociedade porque privatizou a CEEE Geração e Transmissão e poucos meses depois houve distribuição de lucros e dividendos equivalente a quase metade ao valor de compra da CEEE- Transmissão”, questionou.

Nesse sentido, Pepe fez um apelo ao atual governador Ranolfo para que entre para a história não como o governador que se submeteu ao processo de privatização da Corsan. “Faço um apelo ao governador Ranolfo para que entre para a história do Rio Grande como o governador que revogou o Projeto de Lei dando um fim ao processo de privatização da Corsan e será lembrado como alguém que garantiu que a água permaneça como um bem público para a vida humana e não seja tratado como mera mercadoria na bolsa de valores”, concluiu.