PEPE VOTA CONTRA A PEC QUE DERRUBA O PLEBICITO PARA A VENDA DE ESTATAIS

O líder da bancada do PT lembrou que o Governo Leite mentiu na campanha quando garantiu que não venderia CORSAN e BANRISUL.

O deputado Pepe Vargas votou contra a PEC 280, que retira da Constituição Estadual a exigência de realização de plebiscito para consulta popular sobre as privatizações. A intenção do Governo Leite é privatizar a Corsan, o Banrisul e a Procergs, três estatais lucrativas que prestam serviços essenciais à população. A PEC foi aprovada por 35X18 votos na sessão desta terça-feira (1°).

Durante a sessão, o líder da bancada petista, lembrou das irregularidades que aconteceram durante o processo de votação no primeiro turno. Naquela votação, foi registrado o voto de um deputado ausente e o voto de outro deputado que teria votado duas vezes de forma diferente.

Pepe destacou que o governo não consegui os votos necessários no primeiro turno, portanto a PEC não deveria estar sendo votada em segundo turno. “Se o governador tem tanta certeza de que o povo apóia a venda da Corsan, porque ele não faz o plebiscito?. Não faz porque o governador faz isso porque sabe que a população não quer perder a tarifa social da água que a CORSAN fornece. E não só os consumidores residenciais, mas também pequenas empresas que hoje contam com tarifas diferenciadas. Os pequenos municípios não terão mais o saneamento. Ou essas comunidades destes municípios terão que se arranjar, sabe lá como”, disse.

O deputado lembrou ainda que o governador mentiu na campanha eleitoral. “Não sei como o MDB aceita essa mentira. Qual é a garantia que teremos de que não vai querer privatizar o Banrisul, pois quem mente uma vez, mente duas, mente três, mente sempre. Um banco público para o fomento do desenvolvimento do estado é fundamental. Somos contra a PEC que nem deveria estar sendo votada”, ressaltou.