RELATÓRIO COM RECOMENDAÇÕES AO PLANO DE COMBATE A COVID NO ESTADO É ENTREGUE AO GOVERNADOR DO RS

Numa audiência virtual o coordenador da comissão que acompanha a vacinação no RS, Deputado Pepe Vargas (PT), fez a entrega formal do relatório final ao Governador Eduardo Leite na tarde de sexta-feira (9).

Das 27 recomendações apontadas no relatório, o deputado destacou que as sugestões referentes à imunização da população gaúcha foram divididas em quatro itens:

*Medidas para ampliar a oferta de vacinas.

*Medidas sanitárias.

*Medidas econômicas e sociais.

*Medidas de articulação políticas.

Ao apontar algumas medidas, o coordenador da comissão deu destaque à ampliação da oferta de vacinas. Segundo ele, a forma mais concreta neste momento e que resulte na possibilidade de conseguir mais imunizantes, seria seguir o caminho feito pelos governadores que participam do consórcio do Nordeste.

O consórcio tem um termo de parceria com o Ministério da Saúde, que destina imunizantes a outros estados, dentro do Plano Nacional de Imunização (PNI). Com este termo, toda e qualquer vacina importada adquirida pelo o consórcio, pode ser repassada a outros estados seguindo o PNI. “se é para seguir algum caminho com algum grau de segurança, Indicamos que o Governo do estado persiga este caminho junto ao fundo Russo de investimento, ou até num contato com o consórcio do Nordeste para ver a possibilidade de algum quantitativo a ser destinado para o RS.”

Ele lembrou que o relatório recomenda uma articulação política, a primeira é que os deputados estaduais destinem os recursos das emendas parlamentares no combate a Covid. E a segunda envolvendo a bancada federal gaúcha no Congresso Nacional, pedindo que busquem um novo auxílio emergencial para os municípios, em função do aumento das despesas geradas pela pandemia. “A bancada gaúcha pode auxiliar inclusive para que todos os leitos disponibilizados pelo SUS sejam habilitados, já que existe esta demanda, além de um grande esforço para recompor o orçamento do Ministério da Saúde, que este ano tem R$ 33 bilhões a menos do que tinha em 2020.”

Entre as medidas sanitárias destacou a questão do uso de máscaras adequadas e a importância de uma política publica de fornecimento destas máscaras.

Por fim, o coordenador da comissão lembrou que relatório recomenda que o Governo do estado apoie as ações da FAMURS e da associação de municípios do RS, que estão tentando adquirir os imunizantes.


O Governador Eduardo Leite disse que o trabalho da comissão é uma ajuda fundamental neste momento onde é necessário unir esforços para garantir a imunização para os gaúchos.

Neste sentido, Leite afirmou que vai atuar em duas frentes; retomando a conversa com o Butantan para ver a possibilidade da existência de doses extras, além das contratadas pelo Governo Federal; bem como um contato com o Governador Wellington Dias, que lidera o consórcio, “esta possibilidade indicada pela comissão sobre o trabalho do consórcio ficou mais clara agora com este relatório. Esta indicação é uma colaboração importante”, afirmou o Governador.